Kanazawa
Jardim cenário de quebra-cabeça

Kanazawa por ela

Já ouviu falar de Kanazawa? Pois é, eu nunca tinha ouvido falar, e só conheci esta cidade em minhas pesquisas pré-viagem!

E graças ao excelente www.japan-guide.com resolvemos incluir Kanazawa em nosso roteiro! Decisão acertadíssima!

Passamos 3 dias incríveis e surpreendentes nesta pequena e linda cidade do interior do Japão, 400km a oeste de Tóquio!

Dia 1: Destino Kanazawa

Pegamos o shinkansen em Hiroshima para uma viagem de 5 horas até Kanazawa. Chegando lá o dono do apartamento que iríamos ficar foi nos encontrar na estação central e nos deu uma carona muito bem-vinda!! Não tem indicação em inglês na maioria dos pontos de ônibus, só em japonês, então seria muito difícil encontrar nossa casa sem essa gentileza do Michio!!

A linda estação central de Kanazawa
A linda estação central de Kanazawa

O apartamento era bem pequenininho, mas bem bonitinho! Como já estamos ficando acostumados, a mini-cozinha só tinha uma boca de fogão e nossa cama eram futons sobre tatame de palha.

Quarto e sala! Para dormir é só jogar os futons sobre o tatami!
Quarto e sala! Para dormir é só jogar os futons sobre o tatami!

Devidamente instalados e já com o Chico dormindo, saímos para procurar algum lugar para jantar pelas redondezas, e sem querer entramos em uma portinha fechada apenas por uma cortina, que nem sabíamos ao certo o que era, e acabamos entrando em um lugar incrível!!

Melhor sushi da vida!!
Melhor sushi da vida!!

Era um pequeno restaurante tradicional de comida japonesa de um casal super fofo, ele é o sushi man e ela cozinha as comidas quentes. Éramos os únicos clientes quando entramos, e ele se empolgou e resolveu nos dar uma aula de sushi! Ele não falava quase nada em inglês, mas mesmo assim nos entendemos, na base da mímica e da simpatia mútua!

Ele começou nos servindo o “básico” sushi de salmão e de atum, que estavam absolutamente frescos e deliciosos!! Mas foi logo avisando que era para comer com a mão e para colocar o lado do peixe no shoyo e na língua! Nada de hashi e nada de molhar o arroz no shoyo! E wasabi pode, desde que seja o “true wasabi”, que ele fez na hora ralando a raiz forte na nossa frente!

Aí a escala de exoticidade começou a subir, e ele nos serviu sushi de enguia grelhada! Maravilhoso, um sabor incrível! E ele se empolgando cada vez mais com os “caipiras brazucas” que pelo visto não conheciam quase nada da verdadeira comida japonesa…

Ele nos serviu um tipo de alga que não sabemos o nome, parecem umas bolinhas muito saborosas, e uma sopa gelada de noodles, feita pela mulher dele, gelada mesmo e surpreendentemente boa!! E para o gran final daquele jantar inesquecível nosso querido sushi man, que parecia uma criança com um brinquedo novo, pediu para a gente não olhar e preparou um sushi “escondido”… A gente comeu claro, mesmo sem fazer idéia do que estávamos colocando na boca, e depois ele nos mostrou que era sushi de caracol!!! Eu achei o sabor bom, mas a carne muito dura, e juro que se soubesse o que era não teria comido…

Pedimos mais uma duplinha de sushis de atum para encerrar esse jantar sensacional, e fomos dormir maravilhados com tanta simpatia e com a aula sobre comida japonesa que tivemos naquela noite…

Começando com o "básico" atum...
Começando com o “básico” atum…
Enguia grelhada
Enguia grelhada com true wasabi
Algas
Algas
E finalmente Caracol!
E finalmente Caracol!
E finalmente Caracol!
A prova!

Dia 2: Kenrokuen Garden e Kanazawa Castle

Saímos cedo e fomos caminhando até o lugar que nos fez decidir ir a Kanazawa: Kenrokuen Garden! É considerado um dos três jardins mais bonitos do Japão, e por muitos votado como o mais bonito!!

Kenrokuen Garden, tudo o que você busca em um Jardim Japonês...
Kenrokuen Garden

Fomos com uma expectativa alta e o jardim conseguir superá-la! Pagamos 300 yenes para entrar cada um, aproximadamente 10 reais, e naturalmente valeu cada centavo!

A estética do jardim é tão impressionante, tão bonita, que nosso queixo caía a cada parte nova que víamos. Beleza nos detalhes de cada planta, cada banco, cada pedra minuciosamente colocada como parte do grande e magnífico cenário que é este lugar.

Detalhes do Kenrokuen
Detalhes do Kenrokuen

Kenrokuen Garden Kanazawa

Kenrokuen Garden Kanazawa

Kenrokuen Garden Kanazawa

Almoçamos do lado de fora do parque, em uma ruazinha lotada de restaurantes e lojinhas de souvenirs.

A tarde fomos no Castelo de Kanazawa, em frente ao Kenrokuen. É bem bonito por fora, com portões enormes e lindos, mas por dentro não gostamos. Pagamos 300 yenes também para entrar, mas como o castelo foi restaurado há pouco tempo é tudo novíssimo, cheirando a madeira! São salas e corredores todos feito de madeira, sem nada de muito interessante para ver. Não era o que esperávamos de um castelo de quase 500 anos.

Kanazawa Castle
Kanazawa Castle
Vista do Kanazawa Castle
Vista de cima do castelo
Eu e Chico no fosso do castelo
Eu e Chico no fosso do castelo
Um dos portões do castelo
Um dos portões do castelo

Saímos de lá em busca de um mercado e acabamos indo até a parte subterrânea do Omicho Market, a uns 20 minutos de caminhada, mais na parte central da cidade.

Compramos o que precisávamos no mercado que existe neste corredor subterrâneo, e voltamos pra casa. Pegar um ônibus aqui nos pareceu bem difícil pois todas as indicações são em japonês, e ninguém que encontramos falava inglês para nos ajudar, então resolvemos voltar a pé mesmo.

Dia 3: Omicho Market e Higashi Chaya

Hoje Omicho Market propriamente dito!! É o mercado público de Kanazawa, bem menor que o de Tóquio (Tsukuji Market), e justamente por isso mais legal, mais tranquilo e mais “familiar”.

Chá verde a granel no Omicho Market
Chá verde a granel no Omicho Market

Barracas e mais barracas vendendo peixes e frutos do mar crus ou grelhados, legumes, flores, chá verde, e outras coisinhas locais bem interessantes (algumas coisas não fazia idéia do que era!). Havia poucos turistas, e, portanto, tivemos mais uma experiência da vida real da cidade!

Almoçamos na parte subterrânea, que além do mercado que fomos ontem tem vários restaurantes. Comemos o famoso waigyu beef, mas não achei nada de especial!

De lá fomos caminhando até o Higashi Chaya, um antigo distrito de gueixas e casas de chá, como o bairro de Gion em Kyoto, mas mais tradicional, mais típico, mais bonito e bem menos movimentado! Achei incrível!!

Conhecemos a Ochaya Shima, que foi uma Casa de Chá há 200 anos, onde as gueixas se apresentavam, e agora é um museu. Lindo, muito preservado, vale muito a pena!

E com a visita neste bairro tão significativo, e nesta cidade tão linda e especial, encerramos nosso tour pelo Japão.

Pelas ruas de Higashi Chaya

Pelas ruas de Higashi Chaya

Antiga Casa de Chá
Antiga Casa de Chá Ochaya Shima

Resumo da minha experiência em Kanazawa:

Fomos até Kanazawa pelo Kenrokuen Garden, que é realmente sensacional, e de quebra levamos conosco uma experiência linda e deliciosa da melhor comida japonesa que comemos na vida! E não suficiente, ainda conhecemos um antigo distrito das gueixas super preservado e encantador!!

Nos despedimos deste país sensacional em uma cidade que resumiu em 3 dias tudo que vivemos no Japão em 3 semanas!

Destaques da nossa viagem

– Kenrokuen Garden! Sabe aqueles cenários de quebra-cabeça? Então, é isso! A foto de capa deste post ilustra um pouco a beleza deste jardim

– Higashi Chaya, o distrito das gueixas que te transporta instantaneamente para os charmosos e gloriosos dias em que as casas de chá ainda funcionavam…

– O melhor sushi feito pelo sushi man mais simpático e mais fofo do Japão!

Para mais detalhes da nossa experiência com bebê em Kanazawa, contamos tudo lá no ChicoOnTheRoad!

Próxima parada: Pequim!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *