Singapura
Cores e flores

Singapura por ela

Singapura é uma cidade-Estado com cerca de 5 milhões de habitantes, e um dos países mais ricos do planeta! A população é formada principalmente por chineses (maioria), malaios e indianos.

É sem dúvida um dos lugares mais incríveis quando pensamos em desenvolvimento, modernidade e riqueza! Como o Rafa bem definiu no post dele, é o primeiríssimo mundo no Sudeste Asiático construído praticamente a partir do zero!

E como queríamos ver tudo isso ao vivo e a cores, lá fomos nós… e acabamos encontrando muito mais cores do que imaginávamos neste pequeno país!

Dia 1: Destino Singapura

Depois de uma passada rápida por Kuala Lumpur, seguimos para mais uma estadia curta, agora em Singapura! E fomos por terra, de ônibus, em uma viagem que supostamente deveria ser rápida pois eram somente 350km… Mas não contávamos com o trânsito saindo de KL, e das longas filas nas fronteiras dos dois países.

Sim, 2 aduanas (uma saindo da Malásia e outra chegando em Singapura, 5 minutos de ônibus entre elas), 2 filas longuíssimas e caóticas, que conseguimos “furar” pois fomos na cara de pau pedindo prioridade porque estávamos um bebê no colo – na verdade não existe prioridade pra ninguém, e se não tivéssemos feito isso teríamos que ter esperado horas na fila com o Chico!!!

Era domingo, e o que descobrimos depois é que muita gente trabalha em Singapura durante a semana mas mora na Malásia e volta para passar o final de semana em casa, e por isso sexta e domingo são os dias mais movimentados nas fronteiras!

No final, apesar da linda estação em KL e do ótimo ônibus semi-leito confortável e espaçoso, a viagem foi muito mais longa do que estávamos esperando: demoramos mais de 8 horas para chegar!!!

Estação de ônibus em Kuala Lumpur
Estação de ônibus em Kuala Lumpur

Finalmente em Singapura, pegamos um taxi até nosso apartamento (que por sorte aceitava cartão, pois sendo domingo a noite não conseguimos trocar dinheiro), deixamos as coisas, fizemos o Chico dormir e saímos pra comer na redondeza.

Nosso apartamento era bonitinho mas minúsculo, com a cozinha praticamente em cima da cama. E caro como tudo em Singapura! A moeda local (dólar de Singapura) é muito valorizada, vale quase o mesmo que o dólar americano, então tudo fica bem caro para nós… Mas apesar de pequenininho, ficava em uma região muito bonita e muito ampla, com avenidas enormes, a 5 minutos a pé da East Coast Rd, na região de Geylang.

Nosso pequenino apartamento em Singapura!
Nosso pequenino apartamento em Singapura!

E a East Coast Rd é cheia de bares e restaurantes, e foi lá que encontramos o ótimo bar-bistrô JAG Wine, onde jantamos duas noites e ficamos amigos do gerente! Ele até sentou com a gente na mesa e bancou uma garrafa de vinho!! Muito simpático, contou várias histórias de Singapura, falou de economia, política, vinhos… Dois jantares inesquecíveis!

Badalação em East Coast Rd
Badalação em East Coast Rd

Dia 2: Gardens by the Bay

Em nosso único dia completo de turismo aqui, nesta estadia relâmpago, fomos conhecer toda a famosa região do Gardens by The Bay e do hotel Marina Bay Sands.

E foi um dia tão legal, mas tão legal, que é difícil descrever com palavras como a gente se encantou e se divertiu!

Gardens By The Bay, uma obra prima contemporânea!!!
Gardens By The Bay

O Gardens by the Bay é um absurdo!!! É um parque gigante, muito bem cuidado (muito!!!), famoso pelas árvores metálicas enormes estilo Avatar! Mas estas árvores são só uma das várias atrações incríveis que existem lá dentro! Eu me senti totalmente criança de novo, querendo ver tudo, brincar em tudo, conhecer cada cantinho lindo daquele lugar!

A entrada no parque é de graça, mas lá dentro tem duas espécies de cúpulas enormes que custa 10 dólares cada para entrar. Fomos somente em uma (Cloud Forest) pois a outra (Flower Dome) estava fechada para manutenção.

Floresta tropical completa dentro de uma Cúpula de vidro gigante
Floresta tropical completa dentro de uma Cúpula de vidro gigante
Outra visão de dentro da cúpula, ainda no térreo
Outra visão de dentro da cúpula

Esta atração é simplesmente uma floresta tropical completa dentro de uma cúpula de vidro de 35 metros de altura! Quase perdi o fôlego quando entrei e dei de cara com maior cachoeira indoor do planeta!

A maior cachoeira indoor do mundo!
A maior cachoeira indoor do mundo!

Você olha pra cima, pros lados, pra baixo e se sente totalmente mergulhado em uma mistura de Floresta Amazônica e Pandora, o planeta do filme Avatar! São 7 andares com passarelas dentro e fora da torre principal, e cada andar representa uma camada da floresta, com milhares de plantas específicas. É absolutamente surreal!!

Passarelas aéreas a quase 30 metros de altura!
Passarelas aéreas a quase 30 metros de altura!
Lago no último dos 7 andares na cúpula da Cloud Forest
Lago no último dos 7 andares na cúpula da Cloud Forest
Floresta completa!
Paisagismo inacreditável!
Jardim surreal que mistura Lego e plantas naturais
Jardim surreal que mistura Lego e plantas naturais
Detalhes de lego
Detalhes de lego
Mais uma!
Mais uma!
Umas das muitas espécies de orquídeas dos jardins
Umas das muitas variedades de orquídeas dos jardins
E plantas carnívoras!
E plantas carnívoras!

O propósito desta atração é conscientizar os visitantes da importância da preservação de ecossistemas, e mostrar o quão rápido ocorre a extinção de algumas espécies da nossa flora.

A temperatura lá dentro é em torno de 20 graus, fresco e úmido, simulando exatamente a sensação térmica de dentro de uma floresta de verdade.

Ao sair, um choque térmico, pois lá fora fazia um calor de quase 40 graus!! Mesmo assim fomos caminhar mais e mais nos jardins, pois estávamos tão empolgados em conhecer tudo que o calor tinha se tornado suportável!

Entre as atrações estão o Jardim de Cactos ou Pavilhão do Sol, onde ficam cactos lindos e gigantes, de várias espécies diferentes; o Jardim Indiano e o Jardim Chinês, que contam curiosidades, histórias e lendas destas duas culturas tão ricas; Heritage Garden, Jardim das Esculturas e Mundo das Plantas, com plantas e flores lindas e raras, esculturas incríveis e charmosos caminhos sob pergolados cobertos com as mais lindas trepadeiras e rodeados com orquídeas inacreditáveis; e finalmente o sensacional SuperTree Grove, onde estão as espetaculares super-árvores de estrutura metálica que medem entre 25 e 50 metros, que emocionam com sua modernidade e contraditória delicadeza.

Caminhos no Jardim Indiano com histórias e lendas nas paredes
Caminhos no Jardim Indiano com histórias e lendas nas paredes
Supertrees
SuperTree Grove
Gardens by the Bay
Gardens by the Bay e a visão das SuperTrees e suas passarelas
Jardim de cactos
Jardim de cactos
Caminhos charmosos para chegar nas SuperTrees
Caminhos charmosos para chegar nas SuperTrees

E no meio de tudo isso, mais uma surpresa: um lindo jardim para crianças!!! Lindo, enorme e super divertido, para crianças de todas as idades (até para as maiores de 30 anos rs)!!! Tem playground com brinquedos incríveis, um “water play” com vários jatos de água (uma maravilha neste calor!), vestiários, café… perfeito para passar um dia delicioso com as crianças!

WaterPlay divertidíssimo e perfeito para curtir o calor de Singapura
WaterPlay divertidíssimo e perfeito para curtir o calor de Singapura
Detalhes do Children's Garden
Detalhes do Children’s Garden

A caminho do luxuosíssimo hotel Marina Bay Sands ainda fica o Lago das Libélulas e do Martim-pescador, que completa a beleza do parque com um lago enorme e quase rústico, simulando lindamente um lago natural perdido em meio a uma floresta…

Este hotel é sensacional, e tem um mirante em seu 57° andar com uma vista maravilhosa de Singapura, bem em frente ao Gardens by the Bay.

Marina Bay Sands
Hotel Marina Bay Sands
Supertrees do Gardens by the Bay e o Marina Bay ao fundo
Supertrees do Gardens by the Bay e o Marina Bay ao fundo

Fomos ainda dar uma volta em um cassino e no Shopping Marina Sands, também muito sofisticados e muito bonitos. Luxo é o que não falta em Singapura, especialmente nesta região da Marina Sul!

O dia foi incrível, divertidíssimo, mas um pouco corrido porque queríamos ver tudo e só tínhamos 1 dia! Acho que o mínimo para conhecer bem o Gardens by the Bay e arredores são 2 dias. Sem correria, com calma, podendo aproveitar cada cantinho que estes jardins tem a oferecer…

Resumo da minha experiência em Singapura:

Intenso, corrido, mas sensacional! Assim foi nossa viagem à Singapura!

Cheguei lá sabendo de suas riquezas, de suas conquistas ao longo da história, de seus fatos e números econômicos tão imponentes, mas imaginava um país frio (apesar do calor tropical quase sufocante!). Um país duro, com leis consideradas um tanto quanto autoritárias – um pequeno exemplo: mascar chiclete é proibido em Singapura! É isso mesmo que você está lendo… Depois entendemos o porquê desta bizarrice com nosso amigo gerente do bar onde jantamos: no passado algumas pessoas faziam “brincadeiras” enfiando chiclete dentro das fechaduras das casas, e na incapacidade de prender estes meliantes, o governo achou melhor proibir de vez o comércio da inocente goma de mascar.

Enfim, discussões políticas à parte, este tigre asiático é um lugar um pouco frio sim, uma potência economia fortíssima e um dos lugares mais importantes para se fazer negócios no mundo – homens e mulheres engravatados por todos os lados, executivos, empresários, carros de luxo, hotéis, arranha-céus, restaurantes… o país respira business!

Mas nos últimos 10 anos o governo soube como transformar este ambiente duro em um lugar mais cálido, receptivo, encantador e até emocionante, com o grande objetivo de aumentar o fluxo turístico da cidade: a região de Bay South foi transformada, o Gardens by the Bay foi erguido, o hotel Marina Bay Sands foi construído, a segunda maior roda gigante do mundo foi instalada, prédios públicos e comerciais foram devidamente iluminados, cassinos foram autorizados e abertos, tudo fazendo parte de um grande complexo e de um contexto visual realmente espetacular!

E as cores e flores do Gardens by the Bay derretem qualquer frieza e amolecem qualquer coração…

 

Uma das visões da linda paisagem de South Bay: Gardens by the Bay
Uma das visões da linda paisagem de Bay South: Gardens by the Bay, suas Supertrees e o Lago das Libélulas
E outra, com a roda gigante
E outra, com a segunda maior Roda Gigante do mundo

 

Destaques da nossa viagem

– Gardens by the Bay, um dos lugares mais surreais do planeta

– Hotel Marina Bay Sands e seus arredores

– A simpatia e o bom papo com nosso amigo gerente do bar JAG Wine!

Para mais detalhes da nossa experiência com bebê em Singapura, contamos tudo lá no ChicoOnTheRoad!

Próxima parada: Bali!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *